Blog

Dozen of articles. Improve your lifestyle now!

Elemento água na Alquimia

A água guarda a memória de todos os outros três Elementos Alquímicos: ela pode ser quente como o fogo, dura como a terra e gasosa como o ar.

Muitos estudantes de alquimia não dão a devida importância para a água. Tomados pela ansiedade, queimam etapas importantes.

A água é utilizada ritualisticamente em nossa IHSA e em uma das primeiras Operações da nossa Oficina de Alquimia Espagírica.

Tipos de Água
Ao longo da alquimia espagírica aprendemos a utilizar diversos tipos de água:

Água da chuva – se for de trovoada, muito melhor. Pois, é rica no Elemento Fogo. Pode ser empregada em diversas Operações.

Água mineral e natural – as mais acessíveis. São utilizadas para a limpeza das vidrarias e preparações onde não seja possível providenciar tipos de águas mais elaboradas.

Água destilada – utilizada em muitas Operações: retificações salinas, retificações de óleo essencial e em outras preparações. Suas características vibracionais variam de acordo com a temperatura empregada no processo.

Archeus ou Archaeus – Vem do grego, archeios, governante. É um termo cunhado por Paracelso para denotar o sentido de uma força vital, um agente de direção. O Archaeus da Água é essa força vital da água. Na verdade, a força vital que ela pode ser portadora. Devemos aguardar por uma tempestade onde haja bastante trovoada. Devemos recolher essa água de trovoada. Está rica do elemento fogo. Uma água que vem diretamente do céu e passa pelos trovões. Em seguida, submetemos essa água a sucessivas destilações e, de um modo bem particular, trabalhamos os quatro elementos. O resultado do processo é uma poderosa água, com elevado nível energético com múltiplas possibilidades de aplicação.

Aliastrum – aqui já adentramos no território da alquimia espagírica mineral. Trata-se de uma poderosa “água” extremamente enriquecida com a parte mais sutil de alguns minerais. Um preparado alquímico feito com um aliastrum torna-se muito mais poderoso em sua atuação.

Também temos o orvalho, que é uma sinergia entre forças celestes com exalações das próprias plantas. Dele, são extraídos sais ou tártaros com propriedades alquímicas muito úteis em outros processos.

Limpando a Memória
Uma das razões de destilarmos a água está na limpeza da sua memória. Quando a submetemos a sucessivas destilações, eliminamos algumas informações.

No final desse processo de destilação, nossa água, livre das informações pré-existentes, torna-se muito mais receptiva às memórias da planta que desejamos absorver e fazer uso. Seu valor energético será elevadíssimo.

Na água aromática, na tintura e no aliastrum, por exemplo, isso será bastante útil.

Comente com seu Facebook

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ela se deitou no chão para acalmar uma aluna autista

Algumas atitudes de amor vêm de lugares que menos se espera. A imagem fofa que viralizou na internet demonstra a paciência …

No Japão, alunos limpam até banheiro da escola para aprender a valorizar patrimônio

Para educadores do país, prática ensina estudantes a ter responsabilidades e consciência social, preservando o que é …

Ela enviava mensagens pro celular do pai morto há 4 anos e recebe resposta de homem que perdeu a filha

Uma mulher do Arkansas, EUA, perdeu o seu pai há 4 anos, e pra lidar com isso, começou a mandar mensagens pro celular do …