Blog

Dozen of articles. Improve your lifestyle now!

Ela se deitou no chão para acalmar uma aluna autista

Algumas atitudes de amor vêm de lugares que menos se espera. A imagem fofa que viralizou na internet demonstra a paciência e cuidado de uma auxiliar de limpeza de uma escola no Texas, Estados Unidos.

Uma aluna autista, de 10 anos, se deitou no chão da escola e começou a chorar. Foi aí que uma funcionária da escola também se deitou e resolveu acalmar a garota, conversando com ela.

A pequena Kenlee Belew-Shaw ficou incomodada depois de se atrasar em sua rotina diária no colégio, aí subiu no palco da cafeteria com o cobertor que leva para a escola, deitou e começou a chorar.

A funcionária Esther McCool tentou conversar com ela de forma calma, baixa e a consolou dando tapinhas de leve nas costas.

A foto foi feita por uma funcionária da cantina da escola, que encaminhou à mãe da garotinha. A mãe, emocionada, publicou em sua rede social com a legenda:

“As escolas têm muita sorte de terem anjos em seus campus. Sintam-se à vontade para compartilhar para que a Esther receba todo o carinho e apoio que merece”.

Esther, que não fala inglês fluentemente, disse em entrevista ao TODAY Parents que estava apenas fazendo o trabalho que ama. “Eu gosto de me certificar que todas as crianças estão bem. Apesar de não falar inglês, consigo me comunicar com as crianças. O amor não tem idioma”, disse.

Uma verdadeira lição a ser aprendida! Confira o post da Mãe da Menininha:

 

Comente com seu Facebook
Comments for this post are closed.

Ela se deitou no chão para acalmar uma aluna autista

Algumas atitudes de amor vêm de lugares que menos se espera. A imagem fofa que viralizou na internet demonstra a paciência …

No Japão, alunos limpam até banheiro da escola para aprender a valorizar patrimônio

Para educadores do país, prática ensina estudantes a ter responsabilidades e consciência social, preservando o que é …

Ela enviava mensagens pro celular do pai morto há 4 anos e recebe resposta de homem que perdeu a filha

Uma mulher do Arkansas, EUA, perdeu o seu pai há 4 anos, e pra lidar com isso, começou a mandar mensagens pro celular do …